Skip to main content

Culture and Creativity

O projeto de parceria WORTH apoia as PME do setor criativo para que estas colaborem a nível transnacional com vista ao desenvolvimento de produtos inovadores orientados para o design, estimulando o intercâmbio e a parceria entre criadores, designers, fabricantes, artesãos e empresas tecnológicas. Baseia-se em princípios fundamentais como a qualidade da experiência, incluindo estilo e estética, ambientes de vida saudáveis e seguros, a sustentabilidade e a circularidade, bem como a inclusão, a acessibilidade e a acessibilidade dos preços.

Os projetos promovem atividades de mobilidade para:

  • Aprendentes: alunos, estudantes, estagiários, aprendizes, jovens, aprendentes adultos;
  • Pessoal: professores do ensino básico e do ensino superior, formadores, técnicos de juventude e pessoas que trabalhem em organizações ativas nos domínios da educação, da formação e da juventude;

Os projetos visam principalmente apoiar os aprendentes na aquisição de conhecimentos, competências e atitudes, incluindo competências linguísticas.

O Erasmus para Jovens Empresários é um programa de intercâmbio transfronteiras que permite que os aspirantes a jovens empresários trabalhem e aprendam com empresários mais experientes que gerem pequenas empresas noutros países.

Esta oportunidade de financiamento apoia projetos nos setores culturais e criativos. O leque de atividades e iniciativas a apoiar é vasto, bem como o leque de candidatos. O apoio é concedido a projetos que envolvam cooperação cultural transnacional e que contribuam para reforçar a criação e a circulação transnacional de obras de arte e artistas europeus. A tónica é colocada no financiamento de projetos que apoiem os setores culturais e criativos europeus de forma a fomentar talentos, inovar, prosperar e gerar emprego e crescimento.

A ação relativa a instrumentos e modelos empresariais inovadores tem como objetivo reforçar a competitividade, a escalabilidade e a sustentabilidade dos intervenientes europeus, melhorar a visibilidade e a disponibilidade de obras europeias e engrossar as audiências no ambiente digital.

A FARNET é uma comunidade empenhada no desenvolvimento promovido pelas comunidades locais no âmbito do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP). Esta comunidade reúne grupos de ação local da pesca (GALP), autoridades de gestão, cidadãos e peritos de toda a UE, para trabalhar no desenvolvimento sustentável das pescas e das zonas costeiras. No passado, esta iniciativa apoiou frequentemente projetos relacionados com as artes e o artesanato, bem como com o património cultural.

O Fundo Social Europeu Mais (FSE+) é o principal instrumento da Europa para investir nas pessoas.

Com um orçamento de quase 99,3 mil milhões de EUR para o período de 2021-2027, o FSE+ continuará a dar um importante contributo para as políticas da UE em matéria social, de emprego e educação e competências, incluindo reformas estruturais nestes domínios.

O FEDER faz parte da política de coesão da UE e visa reforçar a coesão económica, social e territorial na União Europeia, corrigindo os desequilíbrios entre as suas regiões, apoiando a recuperação económica, a criação de emprego, a competitividade, a inovação e a sustentabilidade. Cumpre as prioridades políticas da União, em especial a transição ecológica e digital.

No âmbito do FEDER, os programas Interreg apoiam a cooperação transfronteiriça (Interreg A e IPA), transnacional (Interreg B), inter-regional (Interreg C) e a respeitante às regiões ultraperiféricas (Interreg D).

Esta ação apoia o estabelecimento e o desenvolvimento das plataformas europeias dos Centros de Excelência Profissional, contribuindo para o desenvolvimento regional, a inovação e as estratégias de especialização inteligente, bem como para plataformas colaborativas internacionais.

As plataformas estão abertas à participação de países com sistemas de excelência profissional bem desenvolvidos, bem como de países que estejam a desenvolver abordagens semelhantes.

A Rede Europeia de Empresas (REE) é uma rede regional, um balcão único para as PME que procuram melhorar a sua competitividade. Para o efeito, a REE presta apoio às PME e aconselha-as sobre oportunidades disponíveis no mercado interno. A REE coopera com iniciativas regionais como as Plataformas de Especialização Inteligente, os Polos de Inovação Digital, as Comunidades de Conhecimento e Inovação e os Centros de Tecnologias Facilitadoras Essenciais (TFE).

O Laboratório de Inovação Criativa incentivará os intervenientes de todos os setores culturais e criativos a conceber e testar soluções digitais inovadoras com um potencial impacto positivo a longo prazo em múltiplos setores culturais e criativos.

O laboratório facilitará a criação de soluções inovadoras (por exemplo, ferramentas, modelos e metodologias) que possam ser aplicadas ao setor audiovisual e, no mínimo, a outro setor criativo e/ou cultural. As soluções devem ser facilmente replicáveis e ter potencial de penetração no mercado.

Subscribe to Desenvolver competências de gestão de empresas