Skip to main content

Culture and Creativity

Património Cultural Subaquático dos Açores (Portugal)

O Património Cultural Subaquático dos Açores consiste numa rede de 30 sítios de mergulho públicos onde se encontram destroços de naufrágios ocorridos entre os séculos XV e XX.Estes sítios são representativos da totalidade do património subaquático dos Açores, que é constituído por mais de mil navios naufragados e inclui cerca de cem sítios arqueológicos subaquáticos identificados.

O arquipélago dos Açores era de importância estratégica para as viagens transatlânticas. Os 30 naufrágios incluídos na rede estão ligados a diferentes aspetos da história e do comércio europeus entre o século XVI e o século XX:

  • a rota da prata para a América do Sul,
  • o comércio de escravos transatlântico,
  • conflitos militares, como a guerra da independência americana e as duas guerras mundiais,
  • os navios que transportavam emigrantes da Europa para o continente americano,

expedições cartográficas, como a famosa viagem do Beagle, em que Charles Darwin circum-navegou a América do Sul.O Património Cultural Subaquático dos Açores, representado por esta amostra de 30 navios naufragados, é testemunho do papel dos Açores na história europeia enquanto «encruzilhada do mundo» na navegação transcontinental ao longo de muitos séculos. Os naufrágios dos Açores fornecem provas materiais da expansão dos europeus nos oceanos e dos primeiros passos rumo à globalização do comércio, das ações militares, da migração, etc. Estes navios naufragados são apresentados como cápsulas do tempo da história europeia e simbolizam diferentes momentos e diferentes territórios. A dimensão europeia, a natureza transfronteiriça e o papel e o lugar da história europeia estão bem patentes na história deste sítio.